Revista Brotéria

  

Dezembro de 1951 Volume 53

Voltar


505  Aspectos cruciais do problema de Fátima
A. VELOSO
520  Os pródromos do acto da fé na encíclica «Humani Generis»
Julião PÉCANTET
526  Os planos agressivos da Rússia no Extremo Oriente
Nicolau BELINA-PODGAETSKY
536  A Visão romântica do claustro
Luís J. ARCHER
552  Política externa — Novos caminhos
Luís Vieira de CASTRO
554  O sonho da televisão
Abílio MARTINS
567  Francisco Sanches — No IV centenário do seu nascimento
Severiano TAVARES
579  Arte ecuménica
J. da Costa LIMA
589  Revista de Revistas. Moral e religião no mundo do trabalho

590  Revista de Revistas. A juventude norte-americana ante as drogas e estupefacientes
José A. SOBRINO
591  Revista de Revistas. Os irmãos de Jesus
Francisco SOLE
594  Revista de Revistas. A luz do sódio e suas aplicações práticas


Revista Brotéria

Conselho de Direcção e de Redacção

Contacto António Júlio Trigueiros, SJ
Director
Contacto
Contacto António Vaz Pinto, SJ

Contacto
Contacto Vasco Pinto de Magalhães, SJ

Contacto
Contacto Francisco Sassetti Mota, SJ

Contacto

Conselho de Redacção

Contacto Carlos Capucho

Contacto
Contacto Carlos Maria Bobone

Contacto
Contacto Francisco Malta Romeiras

Contacto
Contacto Francisco Sarsfield Cabral

Contacto
Contacto Guilherme d'Oliveira Martins

Contacto
Contacto Henrique Leitão

Contacto
Contacto Joaquim Sapinho

Contacto
Contacto Manuel Braga da Cruz

Contacto
Contacto Margarida Neto

Contacto
Contacto Miguel Corrêa Monteiro

Contacto

Índice Janeiro 2018

 Descarregar PDF

JANEIRO 2018 - Património Cultural - identidade e diferença

O objetivo do Ano Europeu do Património Cultural (2018) é sensibilizar para a história e os valores europeus e reforçar o sentimento da identidade europeia. Mas, mais do que isso, é considerar esses valores e essa identidade como realidades abertas a outras realidades – sabendo-se os desafios que o património cultural enfrenta e que têm impacto, desde a transição para a era digital até à pressão ambiental e física, sem esquecer a prevenção e o combate do tráfico ilícito de bens culturais.

Ler artigo

DEZEMBRO 2017 - Qumran e os Manuscritos do Mar Morto: 70 anos depois

«Mas, provavelmente, nem cabra, nem pedra, nem pastor». Foi desta forma que a curadora do Santuário do Livro, a secção do Museu de Israel (Jerusalém) que alberga os manuscritos do Mar Morto, terminou o seu resumo da história da descoberta da primeira das grutas de Qumran.

Ler artigo

You are here: Página Inicial