Revista Brotéria

  

Abril de 2016 Volume 182

Voltar


329  Editorial - A polémica dos colégios
António Vaz PINTO SJ
333  As barrigas têm coração
Miguel ALMEIDA SJ
341  Uma Quaresma em Ano de Misericórdia - Um Deus de misericórdia
Francisco Sarsfield CABRAL
347  A terceira margem do Sertão roseano
J. Alves PIRES SJ
371  A ideia nacionalocalizante de Portugal na obra do Abade de Baçal
José Eduardo FRANCO
381  A ideia de Decadência
Emanuel GUERREIRO
393  Jogos da Lusofonia: o reerguer do Quinto Império sob a égide do desporto
Rui Proença GARCIA e António Camilo CUNHA
403  Artes e Letras - José Joaquim Rodrigues Primavera - Novos elementos para o seu estudo
João Caetano SAMEIRO
413  Revisitando a Brotéria - Carta de Sua Santidade a Sua Eminência o Senhor Cardeal Patriarca
PAPA PIO XI

Revista Brotéria

Conselho de Direcção e de Redacção

Contacto António Júlio Trigueiros, SJ
Director
Contacto
Contacto António Vaz Pinto, SJ

Contacto
Contacto Vasco Pinto de Magalhães, SJ

Contacto
Contacto Francisco Sassetti Mota, SJ

Contacto

Conselho de Redacção

Contacto Carlos Capucho

Contacto
Contacto Carlos Maria Bobone

Contacto
Contacto Francisco Malta Romeiras

Contacto
Contacto Francisco Sarsfield Cabral

Contacto
Contacto Guilherme d'Oliveira Martins

Contacto
Contacto Henrique Leitão

Contacto
Contacto Joaquim Sapinho

Contacto
Contacto Manuel Braga da Cruz

Contacto
Contacto Margarida Neto

Contacto
Contacto Miguel Corrêa Monteiro

Contacto

Índice Novembro 2018

 Descarregar PDF

NOVEMBRO 2018 - EDITORIAL: P. Manuel Antunes – 100 anos

A Brotéria dedica este número de Novembro, integralmente à figura do Padre Manuel Antunes, dado que passaram no pretérito dia 3 de Novembro, cem anos sobre o seu nascimento na vila da Sertã. O P. Manuel Antunes foi diretor da revista Brotéria desde Janeiro de 1965 até 1972 e depois de novo de 1975 a 1982. Escreveu na revista ao longo de mais de quarenta anos, 418 ensaios e 570 recensões de crítica literária, sob 126 diferentes pseudónimos. 

Ler artigo

OUTUBRO 2018 - O Jesus muçulmano: elementos para uma cristologia corânica

Em 2017, Mustafa Akyol publicava o The Islamic Jesus, avançando uma tese incomum: para se reformar, o islão precisa de se recordar do Jesus muçulmano.  Paulo teria desviado as comunidades primitivas, judeo-cristãs, do seu monoteísmo original, através da divinização de Jesus. 

Ler artigo

You are here: Página Inicial