Revista Brotéria

  
Caracterização da Biblioteca PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

A biblioteca da BROTÉRIA, intimamente ligada à revista desde a sua fundação em 1902 e que nem mesmo a expulsão republicana de 1910 logrou dispersar, acha-se instalada desde Setembro de 1930 na moradia, com um pequeno jardim, na rua Maestro António Taborda, que foi adquirida pela Companhia de Jesus, com o auxílio de algumas pessoas amigas. Como o edifício se foi tornando demasiado pequeno para a crescente biblioteca, construiu-se numa parte do jardim uma nova dependência que veio a ser inaugurada em 1955, para poder alojar os quatro pisos da biblioteca.

O crescimento desta biblioteca deve-se ao facto de que nesta casa viveram e trabalharam figuras importantes das Letras portuguesas e da Ciência, nomeadamente os padres Serafim Leite, Francisco Rodrigues, Domingos Maurício, Manuel Antunes, Mário Martins, João Maia, João Pereira Gomes e Luís Archer, entre outros, contribuindo cada um com a sua área de saber para o crescimento da biblioteca. As variadas obras enviadas à redacção da revista para recensão vieram enriquecer ainda mais o acervo.

A biblioteca conta hoje cerca de 150 mil volumes, em áreas muito diversificadas, com forte preponderância em história, humanidades, literatura, filosofia e teologia.

Do seu acervo são de destacar:

- o rico fundo das revistas nacionais e estrangeiras que foram fazendo permuta ao longo de mais de um século com a Brotéria.

- o importante acervo relativo à história dos Jesuítas em Portugal e no Ultramar.

- a notável colecção de livros raros dos séculos XVI, XVII e XVIII.

Acha-se disponível, desde 2009, na biblioteca da BROTÉRIA uma cópia digital de grande parte dos manuscritos relativos às províncias que compunham a antiga Assistência Lusitana (Portugal, Brasil, Maranhão, Goa, Malabar, Japão e China), desde a sua fundação (1541) até à expulsão pombalina (1759), cujos originais se encontram em Roma, no ARSI (Arquivo Romano da Companhia de Jesus).

 

Conselho de Direcção e de Redacção

Contacto António Júlio Trigueiros, SJ
Director
Contacto
Contacto António Vaz Pinto, SJ

Contacto
Contacto Vasco Pinto de Magalhães, SJ

Contacto
Contacto Francisco Sassetti Mota, SJ

Contacto

Conselho de Redacção

Contacto Carlos Capucho

Contacto
Contacto Carlos Maria Bobone

Contacto
Contacto Francisco Malta Romeiras

Contacto
Contacto Francisco Sarsfield Cabral

Contacto
Contacto Guilherme d'Oliveira Martins

Contacto
Contacto Henrique Leitão

Contacto
Contacto Joaquim Sapinho

Contacto
Contacto Manuel Braga da Cruz

Contacto
Contacto Margarida Neto

Contacto
Contacto Miguel Corrêa Monteiro

Contacto

Índice Janeiro 2019

 Descarregar PDF

FEVEREIRO 2019 - Deus é salaam - e os passos para lá chegar – Sobre a Declaração A Fraternidade Humana em prol da paz humana e da convivência comum

No dia 4 de fevereiro, o papa Francisco e o grande imã de Al-Azhar, Ahmed al-Tayeb, assinaram uma declaração conjunta em favor da paz e da convivência entre povos e religiões, em Abu Dhabi, numa ocasião histórica: pela primeira vez, um papa foi recebido no golfo árabe, nos Emirados Árabes Unidos, oito séculos depois do célebre encontro entre Francisco de Assis e o sultão al-Malik al-Kamil, em Damietta (Egipto).

Ler artigo

JANEIRO 2019 - A integração europeia em perigo

A União Europeia (UE) chegou a 2019 imersa em graves problemas. Vive-se a maior crise da integração europeia, desde que esta se iniciou há quase 70 anos. E a presente desaceleração do crescimento económico europeu não ajuda.
É certo que a integração europeia atravessou e ultrapassou sérias crises ao longo da sua história. Por exemplo, depois de criada a Comunidade Europeia do Carvão e do Aço, integrando França, Alemanha, Itália, Holanda, Bélgica e Luxemburgo, em 1952 foi assinado por esses seis países um tratado que deveria dar origem à Comunidade Europeia de Defesa, primeira iniciativa integradora na área militar. Mas o projeto abortou, pois foi rejeitado na Assembleia Nacional francesa em 1954, por votos de comunistas e gaullistas.

Ler artigo

You are here: Página Inicial Biblioteca Caracterização